sexta-feira, 21 de maio de 2010

Paulo Almeida e Audrey Ciais expõem acervo fotográfico no sábado


A exposição Fotográfica “O Cotidiano da Juventude Francesa”, dos fotógrafos Paulo Almeida e Audrey Ciais entra em cartaz na Casa do Cordel a partir deste sábado, às 16h. Na ocasião haverá um bate papo com o fotógrafo Paulo Almeida, o organizador da exposição, que ficará aberta ao público de 22 de maio a 21 de junho.




As imagens expostas nos varais da Casa do Cordel são retratos do cotidiano da juventude francesa que vão do período de janeiro de 2006 a maio de 2008 e resulta de um trabalho de dois fotógrafos profissionais Paulo Almeida e Audrey Ciais e quatro alunos curiosos de fotografia da Universidade de Nanterre, na França: Kaci, Ilinca, Pedro e Leslie.



Os focos de suas lentes vão desde um corriqueiro encontro entre amigos até algumas manifestações de protesto de direita ou da esquerda que se desenrolava na ocasião. De uma ocupação de uma universidade ao controle de uma via pública e a dispersão pelas forças de ordem da Vª República francesa contra os entusiasmados jovens rebeldes do século XXI, que insistiam em gritar os seus sonhos no meio da rua.



Algumas fotografias expostas fize-ram partem de duas exposições apre-sentadas na Universidade de Nanterre: A primeira, “Esta Primavera” (Ce Printemps) em maio-junho de 2006, relacionadas aos protestos contra a lei de igualdade de chances, que tentava regulamentar a precarização do trabalho para a juventude, mais conhecida como a luta contra o contrato de primeiro emprego (CPE), no hall do prédio da administração e a segunda “Coleção Outono-Inverno, divulguem” (Colletiion automne-hiver, affaire à suivre), na sala de exposição Reverdy, em fevereiro de 2008, relacionadas aos protestos contra a privatização das universidades públicas e o aumento do tempo de serviço para os ferroviários.



Complementam a exposição um cordel do poeta Abaeté e um acervo de documentos, colagens e panfletos, em francês, para os mais interessados pelo assunto e que desejam estudar a cultura de uma parcela da juventude dos nossos dias.



A idéia da realização da exposição na Casa do Cordel é juntar poesia e fotografia se misturando entre os varais, trazendo os ventos de novos trovadores para soprar em nosso mar, já que o cordel veio do outro lado de lá.



A Casa do Cordel fica na Rua Vigário Bartolomeu,atrás da Assembléia Legislativa.

Fonte: http://www.tribunadonorte.com.br/noticia/paulo-almeida-e-audrey-ciais-expoem-acervo-fotografico-no-sabado/148986

Um comentário:

  1. Valeu, meus amigos da Casa do Cordel, pela oportunidade de realizar a exposição em vosso espaço. Espero ser somente o início de um longo trabalho. abs
    Paulo Almeida, pela associação Palikure Image.

    ResponderExcluir