domingo, 23 de janeiro de 2011

Casa do Cordel Promoveu Seminário Do Cordel Potiguar




No último final de semana ( dias 21, sexta e 22, sábado) o auditório do IFRN da Cidade Alta recebeu as atividades do Seminário do Cordel Potiguar.

O seminário, realizado pela Casa do Cordel, teve como objetivo discutir, avaliar e traçar perspectivas para o movimento cultural do cordel no Rio Grande do Norte.

Na sexta, 21, primeiro dia do evento, houve a abertura do evento com as saudações dos poetas Abaeté, da Casa do Cordel, Nando Poeta, potiguar em atividade na Caravana do Cordel em São Paulo, Hegos, pelo movimento Pró – Cordel e Sírlia Lima do Projeto Bem te vi. Em seguida houve o sarau de abertura que contou com a presença especial do Mestre Severino do Coco.
Mestre Severino do Coco

O segundo e último dia do evento (sábado, 22) iniciou logo pela manhã com a palestra do xilógrafo Erick Lima “A xilogravura no cordel”. Na palestra, com o auxílio de imagens Erick Demonstrou o histórico da xilografia até chegar a sua utilização nas capas dos folhetos e na gravura popular do nordeste.
Erick Lima falou sobre a xilogravura no cordel

Em seguida ocorreu a palestra “O cordel e os movimentos sociais”, com Nando Poeta. O potiguar, que atualmente mora em São Paulo, é membro da Caravana do Cordel. Militante dos movimentos sociais, Nando procura estabelecer no cordel um meio para a conscientização e facilitação do diálogo político.
Nando Poeta falou sobre as relações do codel com os movementos sociais

A manha encerrou com a mesa redonda “Avaliações e perspectivas do movimento do cordel”, Com as exposições de Carlos Alberto, pesquisador do cordel, Nando Poeta e Hélio Gomes, este momento proporcionou aos presentes avaliar as políticas para o cordel, traça objetivos para o movimento do cordel no estado que resultou na criação de uma comissão e em proposições .
Mesa redonda : Nando Poeta, Hegos e Carlos Alberto



À tarde do sábado iniciou com apresentações culturais. O teatro de bonecos de Genildo Mateus trouxe a criatividade do artista aos presentes. Em seguida teve coco de ganzá com Diego Akangasú e Tapuya do Ganzá.
Teatro de bonecos de Genildo Mateus



Coco de ganzá

As 15h o poeta Hegos socializou seu trabalho de pesquisa acadêmica intitulado “A pedagogia do cordel no ensino religioso”.

O seminário encerrou com os lançamento da revista de cordel em quadrinhos, “Carcará, cabra pió, num há” de Beto Potiguara e do cordel “Metamorfose” da cordelista Marta Lima e em seguida o sarau de encerramento com os poetas e poetisas como Rosa Regis,Emanoel Iohanan, Abaeté, Anesino sandice , Sírlia Lima, Hegos, Nando Poeta e outros.

Ao final o público pode conferir o show de forró com Itam Brazil.

Mais imagens:

 
Ivan Cordel marcou presença
Feirinha de cordel


Mágico Horus
Carlos Alberto
Distribuição de mudas.Projeto Ação Natal Verde

Lançamento do cordel Metamorfose de Marta R. Lima
Anesino Sandice e Rosa Regis
Sírlia Lima
Rosa Regis e Marta Lima
O forró de Itam Brazil


Beto Potiguara





4 comentários:

  1. Parabéns peço show de cultura no Seminário de cordel e parabéns pelos três anos da Casa do Cordel.A população Norte Riograndense conta com um tesouro que é essa Casa e ainda não acordou! Abraços! Sírlia Lima

    ResponderExcluir
  2. parabéns,á casa do cordel pelo evento,seboriobrancoacaonatalverde.blogspot.com espera convite para os proximos eventos e distribuir mais mudas de árvores,o cordel arte popular fantastica merece o reconhecimento e voçes cordelistas a devida atenção, para um trabalho tão importante,

    ResponderExcluir
  3. Embora não tenha participado do primeiro dia do evento, gostei muito das apresentações do dia 22. Precisamos lutar pela preservação das manifestações culturais de nosso povo.

    Abraços do Tapuy'ya do Ganzá!

    ResponderExcluir
  4. eu queria saber sobre a xilogravura potiguar que eu não estou achando comerça assim:as primeiras xilogravuras das quais se tem notícia.

    ResponderExcluir