domingo, 13 de junho de 2010

Lançamento do projeto Bentevi

Sírlia Lima, idealizadora do projeto


O Projeto Bem-ti-vi (iniciativa da poetisa e educadora Sírlia Sousa deLima) surgiu da idéia de reproduzir todas as capas dos cordéis jápublicados por Sírlia Lima. Para tanto, foi pensado num concurso paraestudantes, onde os professores trabalhariam uma das poesiasproduzidas por Sírlia, com recitação e interpretação do texto. Comisso, os alunos reproduziriam o enredo num desenho, e posteriomente, aarte vencedora seria publicada como a capa do cordel trabalhado. Paraincentivar também os alunos, está previsto no regulamento do concursouma premiação (um brinde educativo), como de fato aconteceu no últimoevento do Projeto Cordel no Shopping, onde foram contemplados 2estudantes do ensino fundamental. O Projeto Bem-ti-vi ainda não tempatrocínio, infelizmente, mas a sua idealista já entregou (atendendo asolicitação de uma coordenadora) à Secretaria de Educação do Municípiode Natal uma cópia. Enquanto não chega o patrocínio, o Projeto seguenas escolas e premiando os talentos nos eventos do Cordel no Shopping.Vale salientar que as artes para divulgação dos dois Projetos foramelaboradas na Casa do Cordel.Quanto ao Projeto Cordel no Shopping, a iniciativa tem apoio e émantido por um grupo consorciado. Nãose trata de um projeto filantrópico, mas de promover o mercado dacultura cordelista, onde se tem a ousadia de mostrar nossas obras norequinte dos shopping, recitando poesias, expondo artes envolvendo ocordel (xilogravuras) e apresentando os artistas (por enquanto, decerta forma anônimos) da nossa terra. Entendemos que nós poetas epoetisas somos formadores de opinião quando passamos a publicar nossasidéias em forma de poesia. Daí a necessidade de sermos conscientes danossa responsabilidade social. Além disso, precisamos fortalecer apotencialidade da literatura de cordel em todos os aspectos, inclusiveno que diz respeito a sua utilidade como instrumento terapêutico,educatico e de ação sócio-política. E porque não pensar também napossibilidade do cordel contribuir com as instituições que cuidam dosnossos velhinhos, das crianças doentes e abandonadas, dos jovensconsiderados de vulnerabilidade social? Outra luta do Projeto Cordelno Shopping é pelo fortalecimento da idéia e da necerssidade decriarmos a nossa Academia Norte-riograndense de Literatura de Cordel.

Por: Hélio Gomes


Xilógrafo e ativista cultural Erick lima


Muitos amigos, poetas, professores e alunos
Fazedores de cultura

Poetisa Rosa Regis

Américo Pita

Tonha Mota e Núbia Lira

Abaeté e Américo Pita

2 comentários:

  1. muito bonito tudo!


    vê se na casa tem esses cordéis?
    O Príncipe Renê e o reinado de Amar;
    cidinha, a filha do pescador;
    as bravuras de um vaqueiro na fazenda verdejante.

    ResponderExcluir
  2. Olha a Antoniaa , mt feiiiiia

    ResponderExcluir